|
Agendar Consulta

Câncer de bexiga atinge quase 10 mil pessoas por ano no Brasil

Um dos tipos de câncer mais comuns no Brasil é o de bexiga. Entretanto, ele ainda é pouco conhecido da maioria dos brasileiros. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), 9.480 pacientes desenvolvem esse tipo de câncer a cada ano, colocando-a na sétima posição entre os cânceres que mais acometem os brasileiros.

“Os homens são mais acometidos pela doença e o cigarro seria o principal fator de risco. Mais de 70% dos pacientes com câncer de bexiga é tabagista, um hábito que aumenta em até 3 vezes a chance de desenvolver o tumor. As substâncias químicas presentes no cigarro são inaladas e depois excretadas na urina, causando danos às células da bexiga, por fim desenvolvendo o tumor”, afirmou o urologista Fernando Terziotti, do Urocore.

Ele reforça que os principais sintomas são sangramento e dor ao urinar, além de episódios frequentes de infecção urinária. “Muitas vezes, esses sintomas são confundidos com outras doenças menos graves. Por isso, o paciente não deve ignorar seus sintomas e procurar um especialista para investigação”, aponta o urologista.

Terziotti lembra que a grande maioria dos pacientes com câncer de bexiga apresenta lesão em estado inicial, o que possibilita tratamentos mais simples, como a cirurgia endoscópica através da própria uretra. “Para casos mais graves, pode ser necessário a retirada da bexiga e/ou a realização de radioterapia e quimioterapia”, concluiu o médico.